Tarifários

Câmara do Porto atualiza preço da água mas propõe descida para primeiro escalão

Câmara do Porto atualiza preço da água mas propõe descida para primeiro escalão

Para os utilizadores domésticos da Águas do Porto com uma tarifa de consumo entre os zero e os cinco metros cúbicos, a Câmara do Porto vai propor, na próxima reunião de Executivo, uma redução do preço de 2%. Os restantes tarifários sobem 0,9%, acompanhando a inflação.

"Para os utilizadores domésticos economicamente mais débeis, em concordância com expressa orientação municipal", a Câmara do Porto propõe "que no primeiro escalão da tarifa variável [entre os 0 e os 5 metros cúbicos] de abastecimento de água diminui 2%". O documento vai a votos na reunião da próxima segunda-feira e entrará em vigor a 1 de março.

Os restantes tarifários de abastecimento e saneamento de águas residuais aumentam em 0,9%, com exceção do primeiro escalão, que diminui, então, em 2%. O segundo escalão da tarifa variável de abastecimento para os funcionários aumenta 8% e as tarifas variáveis de "Bairros (Ilhas),
Bonificadas, Organizações Desportivas, Câmara do Porto, Juntas de Freguesia, Piscinas" aumentam 18% para o serviço de abastecimento e 16% no serviço de saneamento.

PUB

De acordo com o parecer da Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos, "o tarifário proposto conduz a uma cobertura dos gastos excessiva no serviço de abastecimento de águas, pelo que a Águas do Porto deve continuar a promover a melhoria deste indicador, devendo ser equacionada uma revisão tarifária no sentido da sua redução, de forma a não onerar injustificadamente os utilizadores".

As famílias numerosas "continuam a beneficiar de uma tarifa especial de acordo com os pressupostos de elegibilidade e acessibilidade já adotados pela empresa", pode ler-se na proposta da Autarquia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG