Covid-19

Câmara do Porto estende testagem gratuita a janeiro e adia concerto dos GNR

Câmara do Porto estende testagem gratuita a janeiro e adia concerto dos GNR

A Câmara Municipal do Porto anunciou, esta quarta-feira, que vai alargar o período de testagem gratuita até ao final de janeiro, com mais 100 mil testes, e que o concerto dos GNR de dia 30 foi adiado para data a anunciar.

O município liderado por Rui Moreira adianta, em comunicado, que decidiu alargar o período de testagem, inicialmente previsto até ao dia 31 de dezembro, até ao final do mês de janeiro

Em declarações à Lusa, a vereadora com o pelouro da Educação, Juventude e Desporto, Catarina Araújo, explica que a decisão foi tomada "com base no número de testes realizados", que estão já "próximo do fim do plafond de testes anunciado".

A Câmara informa que foram realizados nos centros criados pela autarquia 78 mil testes à covid-19 entre 7 de dezembro e o início desta semana. Atualmente, apurou o JN, há pessoas a receber SMS a cancelar ou adiar o agendamento de testes, por não haver plafond.

Na base da decisão esteve também "o número de casos diários que estão a ser noticiados" e a "indicação de que, infelizmente, se vão manter em crescendo."

Em função da evolução pandémica e do número de novas infeções registadas na terça-feira, "a Câmara Municipal do Porto é forçada a adiar o concerto dos GNR, marcado para o dia 30 de dezembro, às 21.30 horas, no Super Bock Arena - Pavilhão Rosa Mota, para data a anunciar oportunamente".

PUB

Catarina Araújo destaca que o município "tem sido pioneiro na adoção de medidas de apoio e de promoção à atividade cultural, de apoios aos artistas e da promoção da sua atividade num momento tão difícil".

A autarca avança ainda que já estão a "trabalhar para encontrar uma data que sirva ambas as partes" e que estão "a fazer tudo para que aconteça no mesmo espaço".

O rastreio gratuito para o mês de dezembro correspondeu a um investimento de cerca de um milhão de euros.

Agora, a Câmara vai "replicar a medida exatamente nos mesmos termos, portanto, mais um milhão de euros e 100 mil testes", sendo que não há limite de número de testes por pessoa.

Os testes "não incluem os quatro grátis (seis a partir de 25 de dezembro) que o Governo disponibiliza por mês", e destinam-se a toda a população, seja ou não residente no Porto, tinha já explicado a Câmara.

A iniciativa da autarquia arrancou no dia 7, com seis locais para despiste gratuito à covid-19, tendo no dia seguinte sido criados mais dois postos.

Atualmente estão em funcionamento 18 centros de testagem assegurados pela Câmara do Porto, seis por cada um dos três laboratórios com que o município estabeleceu contratos (Germano de Sousa, Unilabs e POC Medical Care).

Estes centros foram implementados pelo município este mês para "garantir a segurança da quadra natalícia e contribuir para a manutenção da atividade económica".

Os pontos de testagem estão na zona da Ribeira, na Baixa e no Parque da Cidade, entre outros locais, estando a sua localização e os seus horários disponíveis na página da Internet da autarquia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG