Recuperação

Campanha convida portugueses a descobrir o Porto e o Norte

Campanha convida portugueses a descobrir o Porto e o Norte

Da gastronomia à natureza, há experiências de "topo" para viver em segurança no Norte. A garantia é dada pelo Turismo do Porto e Norte de Portugal que, em parceria com a Associação de Turismo do Porto, lançou uma campanha para "chamar os turistas portugueses a descobrir" os encantos da região.

O projeto incide no digital e inclui "anúncios de imprensa" e um site - onortelaemcima.pt - no qual os utilizadores podem receber, em tempo real, sugestões sobre atividades e destinos, bem como fazer reservas. Trata-se do primeiro trabalho realizado em conjunto pelas duas entidades e representa um investimento entre 60 a 70 mil euros.

Para promover a região, as duas entidades ambicionam ainda realizar "um conjunto de ações" que vão além do mercado português. De acordo com Luís Pedro Martins, presidente do Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP), foi submetida uma candidatura ao programa Norte 2020 , no valor de cerca de 2,5 milhões de euros.

"Os números de abril e maio mostram uma queda muito significativa [no turismo], de 95 e 97%. No entanto, abriu-se uma nova janela de oportunidade, que são os territórios de baixa densidade, aqueles que tinham alguma dificuldade de conseguir captar turistas. Hoje, as reservas começam a surgir em territórios como Trás-os-Montes, Minho e Douro", sublinhou Luís Pedro Martins, confiante que "o mercado nacional vai ser sensível aos apelos".

No que toca ao mercado internacional, o responsável pelo TPNP crê que a região "vai começar a receber" turistas. "Já começamos a notar na cidade do Porto algum movimento e esperamos que a retoma das companhias aéreas possa ajudar a fazer o resto. Sabemos que este vai ser um ano difícil, em que vamos estar todos à prova. Mas queremos acreditar que a Páscoa de 2021 seja o momento em que regressamos à normalidade", estimou Luís Luís Pedro Martins.

Para Rui Moreira, presidente da Câmara do Porto, o projeto é importante para a "manutenção e criação de novos empregos", de forma a "compensar aqueles que serão perdidos".

"Sabemos que o turismo foi fortemente afetado por toda esta situação, mas é nestes momentos que temos de mostrar a nossa capacidade de resiliência. A nossa região, mais do que empreendedora, é uma região muito resiliente que nestas situações faz das tripas coração e é isso que estamos a fazer, apresentado ao país aquilo que é o turismo interno e a possibilidade de neste verão visitarem a nossa região", referiu o autarca, considerando o projeto como "muito ambicioso" por tentar "agarrar cada um dos que nos visita".

PUB

"Estamos convencidos que temos aqui um produto de grande qualidade e que o verão, se todos nos esforçarmos, será menos mau do que porventura receávamos", disse.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG