Porto

Casa demolida nas Fontainhas sem a inquilina ser avisada

Casa demolida nas Fontainhas sem a inquilina ser avisada

Brota de branca rosa uma cascata de lágrimas, quando olha a ruína da casa onde tantos anos morou, demolida pela Câmara do Porto. Ficava no cimo da Rua da Corticeira, a casa, não mais que um quarto, parcela da pequena ilha onde aquela mulher, agora de 60 anos, foi irmã feita mãe, mãe de verdade e avó. Já lá não estava a morar e queixa-se de não ter sido avisada: "Levaram a minha mobilinha toda!".

Mostra talões de depósito de um banco. A renda, de 2,05 euros, paga todos os meses. Ela e as filhas nem sabem se alguém movimenta a dita conta, senhorios que morreram, descendência desinteressada. Mas disso não tem culpa. Só que a história, como qualquer uma, tem vários lados.

Ler mais na versão e-paper ou na edição impressa