Urbanismo

CDU quer obras imediatas junto a bairro de Siza Vieira no Porto

CDU quer obras imediatas junto a bairro de Siza Vieira no Porto

A CDU desafiou esta sexta-feira a Câmara do Porto a avançar de "imediato" com obras de requalificação num terreno de seis hectares "ao abandono" junto do Bairro da Bouça, do arquiteto Siza Vieira, e ao Bairro da Lapa.

"Queremos que a Câmara [do Porto] encete de imediato todas as medidas necessárias para pôr em prática a unidade de execução prevista no Plano Diretor Municipal, a unidade operativa de planeamento e Gestão n. 8 de Bouça, que salvaguarde a criação da área verde pública, a colmatação do tecido urbano junto da rua de Cervantes e da Rua de Salgueiros e uma via de ligação entre a zona baixa da Lapa e a zona alta", declarou Ilda Figueiredo, durante uma visita que fez esta sexta-feira aos terrenos.

Segundo a comunista Ilda Figueiredo, as obras de requalificação nos terrenos que unem dois bairros no centro da cidade do Porto devem servir não só veículos automóveis, "dado que a Rua de Cervantes é muito estreita e cria dificuldades de escoamento de trânsito", mas também que sirva igualmente os moradores, que "hoje em dia têm de atravessar uma zona de lama do inverno com crianças e idosos, sem condições nenhumas".

A vereadora da CDU avançou que vai levar a "proposta de recomendação" à próxima reunião de Câmara do Porto e o documento prevê ainda a "integração e renaturalização do afluente do rio de Vilar", que se encontra canalizado ao longo da Rua de Cervantes, bem como pede que a câmara reivindique junto da Administração Central a "construção de habitação pública nas franjas daquela zona".

A CDU defende que seja criada "habitação pública e coletiva", com equipamentos públicos e de apoio para idosos e crianças, bem como defende que se criem centros de "convívio intergeracionais", num local que une dois Bairros, o da Bouça do arquiteto Siza Vieira com cerca de 200 fogos e que está na zona baixa da Lapa, e o Bairro da Lapa -- na zona alta da Lapa -, onde habitam "largas dezenas de famílias" junto à estação de Metro da Lapa, uma escola e a um hospital.

No terreno há atualmente "problemas de escoamento de águas pluviais", acrescentou Ilda Figueiredo, depois ter ouvido alguns moradores da zona da Lapa.

Outros Artigos Recomendados