Porto

Cervejaria Galiza entrará em processo de insolvência até março

Cervejaria Galiza entrará em processo de insolvência até março

A Cervejaria Galiza, no Porto, entrará em insolvência até meados de março. De acordo com o António Ferreira, representantes dos trabalhadores, o processo será "controlado" de forma a permitir que o espaço se mantenha em funcionamento.

"Ainda não há grandes novidades, mas pelo menos uma coisa ficou em cima da mesa: durante o mês de março a empresa irá abrir insolvência", disse ao JN António Ferreira, um dos elementos da Comissão de Trabalhadores da Cervejaria Galiza. "Em princípio será uma insolvência controlada o que o permitirá manter a casa aberta e assegurar os direitos dos trabalhadores."

PUB

A novidade saiu da reunião que se realizou esta quarta-feira de manhã nas instalações da Direção-Geral do Emprego e das Relações de Trabalho (DGERT), no Porto, que durou mais de duas horas e que juntou os donos da Galiza, representantes dos trabalhadores e o Sindicato de Hotelaria do Norte.

Para Nuno Coelho, dirigente do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria de Hotelaria, Turismo, Restaurantes e Similares do Norte, "perante toda a situação, este é o melhor cenário".

"As advogadas não foram muito esclarecedoras, apenas dizem que sempre que mostram a dívida aos potenciais investidores, eles fogem", explicou o dirigente sindical, lembrando que se a insolvência controlada se concretizar "será a melhor opção para todos porque permite que o estabelecimento se mantenha aberto, os postos de trabalho sejam mantidos".

Acerca dos processos de negociação e dos investidores, acrescentou Nuno Coelho, "é tudo muito vago". "Dizem apenas que sempre que mostram a dívida, os investidores fogem. Mas também não sabemos que dívida é que as advogadas mostram porque muitas delas já foram liquidadas."

A próxima reunião, onde deverão ser apresentados os documentos que indiquem que o processo de insolvência já foi pedido, será realizada no dia 16 de março.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG