Porto

Comerciantes da extinta feira do Cerco vão poder vender no recinto da Vandoma

Comerciantes da extinta feira do Cerco vão poder vender no recinto da Vandoma

Os comerciantes da extinta feira do Cerco vão poder vender, a partir de domingo, no recinto da feira da Vandoma, sendo esta uma situação "provisória" até ser encontrado um novo recinto, adiantou esta quinta-feira a Câmara do Porto.

Em resposta à Lusa, a Câmara do Porto disse que "cumpriu o compromisso assumido de encontrar a breve prazo uma solução provisória, até à definição da localização para o novo recinto de feiras em Campanhã", nomeadamente do feiródromo.

A partir de domingo, os comerciantes da extinta feira do Cerco vão poder vender no recinto onde se realiza aos sábados a feira da Vandoma, na Avenida 25 de Abril, sendo esta uma situação "provisória".

Até ser encontrado o espaço definitivo, os 25 comerciantes legais da extinta feira do Cerco, tanto de produtos frescos como de vestuário, vão poder vender aos domingos de manhã naquele local.

A Câmara Municipal e a Assembleia Municipal do Porto aprovaram o encerramento definitivo da feira do Cerco, que ocorreu no final do ano passado.

Em dezembro de 2021, o executivo garantiu que os feirantes poderiam vender noutro local a partir de 15 de janeiro, tendo também em conta o período de contingência decretado pelo Governo para as primeiras duas semanas do ano, devido à pandemia de covid-19.

Nesse mês, um movimento de feirantes reuniu cerca de 600 assinaturas num abaixo-assinado, entregue na Câmara do Porto, contra o encerramento da Feira do Cerco e admitiu fazer uma manifestação se, após o dia 15 de janeiro, não reabrissem a feira, disse, em declarações à agência Lusa, Virgínia Silva, uma das feirantes responsáveis pela recolha das assinaturas.

PUB

A feira do Cerco realizava-se na Alameda de Cartes, na freguesia de Campanhã, junto ao bairro com o mesmo nome.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG