Porto

Conhecer a história do Museu Militar com "Sons de Bolso"

Conhecer a história do Museu Militar com "Sons de Bolso"

Projeto junta 30 pessoas ligadas à música e pretende levar arte à sociedade. Tudo se passa numa base tecnológica.

Depois de Braga, Melgaço e Marco de Canaveses, foi a vez do projeto musical Sons de Bolso ter sido apresentado ontem, no Porto, no Museu Militar.

Por iniciativa do grupo Interferência, que junta cerca de 30 pessoas, entre instrumentistas, professores e outros, o projeto visa levar as artes à sociedade em geral, sempre com um tema comum, que se prende com as preocupações sociais e as liberdades.

Para cada local foi escolhida uma peça musical. No caso do Porto, como explicou o compositor Nuno da Rocha, tem a ver com a história, o espaço e as memórias do Museu Militar.

Através de uma aplicação web no smartphone, os utilizadores têm acesso às peças geolocalizadas e que apenas poderão ser escutadas quando o utilizador se encontrar na localização designada.

"Trata-se de uma modalidade não convencional de consumir e interagir com música, que permite novas experiências para o público, sem ajuntamentos", deram conta os organizadores.

"Nesta primeira fase, o conteúdo artístico estará relacionado com a preservação e promoção do património cultural português, da conquista de liberdades e valores democráticos e da memória coletiva e identitária da pluralidade social portuguesa no século XXI, associando a música ao espaço físico e criando relações entre a cultura material e imaterial", foi sublinhado.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG