Tribunal

Declarada insolvência da Cervejaria Galiza no Porto por dívida de 12 mil euros

Declarada insolvência da Cervejaria Galiza no Porto por dívida de 12 mil euros

O Tribunal de Comércio de Gaia declarou, na quinta-feira, a insolvência da Cervejaria Galiza, no Porto, requerida por um dos credores com base numa dívida de quase 12 mil euros. Os credores têm agora 30 dias para a reclamação de créditos.

De acordo com a agência Lusa, na sentença, o juiz Sá Couto, do Juízo de Comércio de Vila Nova de Gaia, declara "em estado de insolvência" a Sociedade Atividades Hoteleiras Galiza Portuense, proprietária da Cervejaria Galiza, na sequência do requerimento apresentado pela Sociedade Real Sabor, de Vila Nova de Gaia, no qual reclama 11,951 euros.

Ricardo Passagem foi nomeado como administrador de insolvência, o qual "deverá proceder, de imediato, à apreensão de todos os bens do insolvente, ainda que arrestados, penhorados ou por qualquer forma apreendidos ou detidos, seja em que processo for, com ressalva dos que hajam sido apreendidos por virtude de infração, quer de caráter criminal, quer de mera ordenação social".

Para os trabalhadores da Galiza, que estão há sete meses a gerir a cervejaria, receberam a notícia com um "certo alívio".

"Ficamos de certa forma aliviados e estamos na expectativa para ver como é que o gestor de insolvência irá lidar com isto", admite António Ferreira, um dos elementos da Comissão de Trabalhadores da Cervejaria Galiza.

"Mas esperamos poder manter a cervejaria aberta e salvaguardar os postos de trabalho", insiste.

Outros Conteúdos GMG