Exclusivo

Dinheiro para comprar autocarros "limpos" está em risco

Dinheiro para comprar autocarros "limpos" está em risco

Vencedoras do concurso do Grande Porto temem perder milhões do PRR por faltar documento da Área Metropolitana.

Sem uma declaração da Área Metropolitana do Porto (AMP) a indicar que as empresas vencedoras do concurso público de autocarros são, efetivamente, as futuras operadoras da região, as transportadoras estão em risco de não ver nem um cêntimo da verba de 48 milhões de euros prevista no Plano de Recuperação e Resiliência (PRR). O dinheiro destina-se à compra de autocarros "limpos" (elétricos ou a hidrogénio) para serviços de transporte público nas áreas metropolitanas. A AMP diz não poder redigir um documento desse teor, uma vez que o contrato de prestação de serviços ainda não foi assinado.

Por sua vez, as operadoras acusam a entidade intermunicipal de "inoperância" e dizem até já ter depositado a caução imposta pelo concurso. Apontadas como vencedoras há vários meses e para não ficarem para trás no acesso à verba, as transportadoras avançaram com a candidatura para descarbonizar a frota antes da adjudicação ter sido aprovada pela Comissão Executiva da AMP, a 28 de fevereiro. O prazo de submissão de propostas para receber o apoio terminava a 31 de janeiro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG