Queimódromo

Feriado gera confusão no centro de rastreio à covid-19 no Porto

Feriado gera confusão no centro de rastreio à covid-19 no Porto

Foi uma manhã marcada por atrasos na realização de testes de diagnóstico à covid-19 no centro de rastreio instalado no Queimódromo, no Porto. Em causa, terão estado cerca de 40 marcações agendadas, por lapso, para este sábado para o centro de rastreio Espaço Mais Grijó, em Vila Nova de Gaia, que esteve encerrado por ser feriado.

Como solução para o equívoco, detetado apenas na manhã deste sábado, o laboratório de análises Unilabs tentou que a realização de todos os testes previamente marcados para o centro de Gaia fosse feita apenas no domingo ou então na segunda-feira.

Todavia, em alguns casos, tal não terá sido possível por indisponibilidade ou urgência dos utentes referenciados, que foram encaminhados para o centro de rastreio no Porto, um dos dois únicos que a empresa abriu este sábado. A situação gerou uma fila maior e tempos de espera superiores aos habituais.

Dos oito centros que a empresa disponibiliza, estiveram abertos, este sábado, o do Porto e o de Lisboa, no Parque das Nações.

Contactada pelo JN, fonte da Unilabs esclareceu o sucedido. "Tivemos, de facto, de encaminhar algumas pessoas para o Queimódromo , avisando que podiam ter de esperar algum tempo e reforçamos a equipa que está lá a trabalhar. Não conseguimos, no entanto, evitar alguns atrasos", assume a empresa.

A afluência ao centro de testes foi normalizada ao fim da manhã.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG