Transportes

Greve deixou Linha Vermelha do Metro do Porto sem ligações

Greve deixou Linha Vermelha do Metro do Porto sem ligações

Esta quarta-feira de manhã não passou qualquer composição do Metro do Porto na Linha Vermelha, causando grandes transtornos aos utentes.

A Linha Vermelha tem início na Póvoa de Varzim e, por ser aquela que percorre a maior distância até ao Porto, o facto de não ter circulado qualquer composição esta quarta-feira de manhã causou grandes transtornos aos utentes, que se viram sem alternativas por não haver serviços mínimos.

Na estação da Senhora da Hora, em Matosinhos, nota-se igualmente os efeitos da greve, segundo constatou o JN no local, mas, pelas 9.45 horas, passou uma composição em direção ao Estádio do Dragão.

Esta quarta-feira está em curso uma greve convocada pelo Sindicato dos Maquinistas (SMAQ) e a Metro do Porto informou que não há serviços mínimos.

No pré-aviso de greve, anunciado a 12 de julho, o SMAQ comunicou que a greve decorrerá até às 00.00 horas de 31 de julho.

Na greve, entre outros pontos, os maquinistas reivindicam a redução do tempo máximo de serviço em cada uma das partes de um serviço, a implementação no Acordo de Empresa da rotação de folgas em vigor e a atualização da tabela salarial com efeitos a 01 de janeiro de 2021.

O sindicato indicou ainda não ter proposto serviços mínimos por "entender haver alternativas suficientes nos transportes coletivos na área geográfica abrangida pelo serviço da Metro do Porto".

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG