Sindicato

Greve no metro do Porto em três dias de dezembro

Greve no metro do Porto em três dias de dezembro

Os agentes de condução da Metro do Porto vão realizar três dias de greve em dezembro (10, 17 e 31) para reivindicar a alteração da categoria profissional, a redução da carga horária e a admissão de mais profissionais.

Em declarações hoje à Lusa, o dirigente do Sindicato dos Maquinistas Rui Pedro Pinto disse que a empresa Via Porto -- responsável pela operação - deverá admitir "uma turma de 12 pessoas, que já está em formação", mas, em seu entender, é "um númeno insuficiente", na medida em que "seriam necessários mais 20 a 30 profissionais".

A redução da carga horária é outra reivindicação que os operadores de condução afetos à Via Porto pretendem ver atendidas.

Rui Pedro Pinto disse que o objetivo é reduzir o horário de trabalho semanal das 40 horas para as 37 horas e meia. "Temos um horário excessivo e isso tem-se refletido na saúde dos trabalhadores e no desempenho das suas funções", sublinhou.

O dirigente sindical apontou ainda a necessidade de mais formação profissional, em falha "desde há oito anos". "Como o número de trabalhadores é insuficiente para as necessidades, não é possível dispensá-los para formação", considerou.

Os agentes de condução pretendem também que lhes seja atribuída a categoria profissional de maquinista. O pré-aviso de greve já foi entregue, na quinta-feira, para as 24 horas dos três dias de dezembro, concluiu o sindicalista.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG