Exclusivo

Guardas-noturnos: "Já fui agredido à frente do meu filho quando ia ao supermercado"

Guardas-noturnos: "Já fui agredido à frente do meu filho quando ia ao supermercado"

Há dez anos que os concelhos de Gondomar e de Matosinhos tem guardas-noturnos a vigiar as ruas. O Porto está agora a lançar o concurso para atribuição de licenças e fixação de áreas de intervenção. Um trabalho que não substitui as forças de segurança, mas que funciona em permanente articulação.

E são muitos os casos de sucesso relatados. Os que trocam o dia pela noite, e que ficam de olhos bem abertos, enquanto a população dorme, não se imaginam a fazer outra coisa. Mas, atendendo aos riscos diários que passam, os guardas-noturnos queixam-se que "o Estado devia reconhecer a profissão" e dar-lhes "outras condições".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG