Desmontado hoje

Hospital de campanha do S. João atendeu 50 mil doentes

Hospital de campanha do S. João atendeu 50 mil doentes

Em pouco mais de duas horas foi desmontado, esta segunda-feira, o hospital de campanha do INEM, instalado num dos parques de estacionamento do Centro Hospitalar Universitário S. João (CHUSJ), no Porto, onde durante 18 meses trabalharam "mais de 700 profissionais (entre médicos, enfermeiros e agentes operacionais) e onde foram atendidos cerca de "50 mil doentes", disse Fernando Araújo, presidente do conselho de administração do CHUSJ.

Um momento "simbólico e de esperança na batalha contra a covid-19", admitiu o responsável, dando conta que a "a situação está estabilizada em termos de fluxo de doentes" e, por isso, se justifica a desmontagem do hospital de campanha.

As tendas estiveram a funcionar até à passada sexta-feira, mas durante os picos da covid-19 chegaram a trabalhar 24 horas por dia, de forma ininterrupta, com dois polos: um de adultos e outro de crianças.

Nos últimos tempos, o hospital de campanha esteve a funcionar nas horas de maior fluxo.

O rastreamento vai, numa fase inicial, continuar a ser feito nos contentores, mas a perspetiva é que nos próximos meses passe a ser integrando no circuito normal do hospital.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG