Premium

Injeção de milhões para repor normalidade nos transportes do Porto e arredores

Injeção de milhões para repor normalidade nos transportes do Porto e arredores

Área Metropolitana do Porto vai pagar 2,3 milhões de euros, mas exige que operadores reponham toda a frota na rua a partir de julho. Governo deverá anunciar apoio para o setor.

A Área Metropolitana do Porto (AMP) aprovou, na sexta-feira, o pagamento de 2,3 milhões de euros aos operadores de transportes com o objetivo de repor a normalidade do serviço em todos os concelhos. O pagamento exige que a partir do dia 1 de julho, os operadores públicos e privados tenham toda a sua frota de autocarros a operar.

A este montante juntar-se-á, na próxima semana, uma fatia de um fundo - que ainda será anunciado pelo Governo - de 94 milhões de euros para os transportes de todo o país, adiantou Eduardo Vítor Rodrigues, presidente do Conselho Metropolitano do Porto.