Premium

A nova geração de merceeiros mais amiga do ambiente

A nova geração de merceeiros mais amiga do ambiente

No Grande Porto, existem 24 mercearias com venda a granel. Algumas são de desperdício zero.

Em 2018, o destino trocou as voltas à vida de Catarina Rato. Aos 38 anos, a bióloga abriu a mercearia de desperdício zero Menina Bio, em Vila do Conde, e deixou de lado a investigação da fauna e da flora da vida marinha. "Lembro-me de ter visto uma reportagem sobre a mercearia Maria Granel, em Lisboa, e de ter pensado: "Uau, deve ser fantástico ter uma loja assim", explica ao JN.

O conceito desta nova geração de merceeiros é simples: uma grande aposta na venda de produtos de granel, como forma de não desperdiçar alimentos e de diminuir o consumo de plástico, através de frascos de vidro e da reutilização de sacos de papel, pano, e até de plástico. De acordo com o site www.agranel.pt, na zona do o Grande Porto existem cerca de 25 lojas com venda de produtos a granel.