Ensino Superior

Alunos da FEUP em concurso de pontes de esparguete

Alunos da FEUP em concurso de pontes de esparguete

Alunos da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) estão, esta semana, a participar na 11.ª edição do Concurso Pontes de Esparguete, que todos os anos testa a minúcia dos participantes.

O desafio é criar uma estrutura que, para além de criativa, seja resistente. Para isso, todos os grupos têm à disposição 700 gramas de esparguete.

Em edições anteriores, o concurso era destinado apenas a alunos de Engenharia Civil, mas agora todos os cursos são convidados a participar. E os estudantes não têm dúvidas: "Basta haver participantes de outras áreas para os de Engenharia Civil se esforçarem mais, porque, como esta é mais a área deles, querem ter os melhores resultados". Quem o garante é José Oliveira, aluno do 2º ano de Engenharia Eletrotécnica e de Computadores, que este ano constrói com os colegas Francisco e Miguel a ponte "Faísca 2.0".

No corredor da faculdade, estão oito mesas reservadas aos participantes, que não se importam de ficar a trabalhar "enquanto houver boa luz", como assegurou Paulo Soares, aluno do 5º ano de mestrado, que vê na construção "o segredo para o sucesso". Antes disso, faz-se o planeamento e o desenho, mas Paulo e os colegas garantem que "nada disso resulta se depois houver falhas na altura da construção".

Por isso, todos os cortes são importantes e devem ser bem pensados, mesmo para quem, como Paulo, Diogo e João, participa no concurso desde o primeiro ano da licenciatura. Apesar do sucesso - desde o 2º ano que mantêm um lugar no pódio - o grupo que frequenta a especialidade de Estruturas no mestrado de Engenharia Civil não facilita. "Mais importante do que a estética da ponte é a resistência que lhe damos e, para isso, quanto mais simétrica for, melhor", explica Paulo.

No ano passado, Catarina esteve na organização, mas "a vontade de ver o outro lado da atividade" fez com que este ano se arriscasse na competição. E a maior experiência dos colegas não a assusta: "A esperança é a última a morrer!"

Os vencedores serão conhecidos no próximo dia seis, o "dia da rotura", quando a fórmula de cálculo "força sobre peso" ditar qual dos projetos é o mais resistente.

ver mais vídeos