Premium

Alunos da U. Porto podem ter diploma de cinco universidades

Alunos da U. Porto podem ter diploma de cinco universidades

Consórcio europeu vai apoiar mobilidade de estudantes.

A partir do próximo ano letivo, um estudante que entre na Universidade do Porto (U. Porto) ingressará num consórcio europeu formado por mais quatro universidades europeias: a Lund (Suécia), Ludwig-Maximilian Munich (Alemanha), Paris-Saclay (França) e Szeged (Hungria). A candidatura à formação desta aliança vai ser entregue até fevereiro na Comissão Europeia e é divulgada hoje pelas cinco instituições.

Um dos principais objetivos do consórcio, explicou ao JN o reitor da U. Porto, é a criação de novas ofertas formativas comuns às cinco universidades, especialmente ao nível dos mestrados e doutoramentos. No próximo ano, os alunos já irão sentir mudanças ao nível da mobilidade que será facilitada e apoiada financeiramente. Assim, quem frequentar mais do que uma instituição durante a sua formação terá igualmente mais do que um carimbo no seu diploma.

"É isso que se prevê: os alunos não são só alunos da U. Porto, mas do consórcio", frisa António Sousa Pereira.

O acesso às universidades mantém-se. Não haverá vagas especiais para o consórcio. Mas a mobilidade será facilitada e apoiada. Sendo o objetivo que 50% dos alunos frequentem uma das outras quatro universidades durante o curso, já que "os fundos não permitirão financiar a mobilidade de todos os estudantes".

Aposta na Saúde

Além dos estudantes, também os professores e investigadores terão a mobilidade facilitada. Os docentes terão acesso a todas as instalações do grupo, o que significa, por exemplo, os aceleradores de partículas (sincrotron) de Lund ou Paris Saclay. A intenção é reforçar as sinergias. Podem ser criadas novas equipas pedagógicas e novos programas. A saúde pública, o meio ambiente e a segurança alimentar são as áreas privilegiadas por representarem grandes desafios no futuro.

A entrada no consórcio aumentará também a capacidade de captação de estudantes internacionais e, assim, de financiamento das instituições. "É bom que saibam que ao virem estudar para Portugal vão ser alunos de uma aliança entre universidades", frisa Sousa Pereira.

Paris-Saclay, França

Constituída por 19 instituições, a Universidade Paris-Saclay, em França, é um centro de pesquisa de classe mundial nas áreas da ciência e da engenharia.

Lund, Suécia

Fundada em 1666, está no ranking das 100 melhores universidades do Mundo e conta com mais de 300 licenciaturas.

Ludwig-Maximilian, Alemanha

Também presente nos rankings, esta é a terceira maior universidade da Alemanha e é constituída por 18 faculdades.

Szeged, Hungria

Localizada na terceira maior cidade da Hungria, esta instituição conta com 110 programas de doutoramento, 19 deles lecionados em inglês.

ver mais vídeos