Premium

Bebés prematuros sem espaço no "S. João"

Bebés prematuros sem espaço no "S. João"

Número de camas do serviço do Hospital de S. João é insuficiente. Unidade vê-se obrigada a transferir dois pacientes por mês.

Clara, Matias e Afonso dormem tranquilos sob o olhar atento das mães. Nasceram antes do tempo e estão internados na unidade de Neonatologia do Hospital de S. João, no Porto. O caminho dos prematuros até à alta é longo, o que obriga a uma gestão cuidada da lotação do serviço por parte da equipa médica. As 17 camas, espalhadas pelo "open space" [espaço aberto] no quinto piso, já não são suficientes para acolher todos os que precisam de um lugar nos intensivos ou intermédios.