Hasta pública

Câmara do Porto aprovou venda do Teatro Sá da Bandeira

Câmara do Porto aprovou venda do Teatro Sá da Bandeira

A Câmara do Porto aprovou, esta terça-feira, com a abstenção do PS e da CDU, a venda em hasta pública do Teatro Sá de Bandeira por 2,1 milhões de euros.

O presidente da autarquia, Rui Moreira, explicou na reunião pública camarária que a intenção da Câmara é deixar "determinado", nas condições da hasta pública, "o condicionamento do uso" a dar ao edifício, com vista a mantê-lo como teatro, e justificou a decisão de venda com o facto de considerar que está protegido patrimonialmente.

PS e CDU alertaram que o processo de classificação ainda não foi concluído pela Direção-Geral do Património Cultural (DGPC), sugerindo adiar a decisão, mas Moreira insistiu, alertando para a possibilidade de os atuais inquilinos do teatro reivindicarem obras no edifício e de a autarquia preferir "alocar recursos" a outros equipamentos.