Porto

CDU exige que Moreira "chame a si" reabilitação do matadouro

CDU exige que Moreira "chame a si" reabilitação do matadouro

A vereadora da CDU na Câmara do Porto, Ilda Figueiredo, exigiu esta terça-feira que Rui Moreira "chame a si" o projeto do matadouro após o chumbo do Tribunal de Contas, pedindo se necessário um empréstimo e negociando com o Governo fundos europeus.

"É fundamental que o presidente da Câmara Municipal se responsabilize diretamente pelo processo e procure alternativas", defende a CDU, que promoveu esta manhã uma conferência de imprensa à porta do antigo matadouro industrial, desativado há cerca de 20 anos. E destacou, a propósito, que a empresa municipal GO "não teve capacidade de organização e resposta pronta e clara a todo o processo".

A comunista Ilda Figueiredo crê que Rui Moreira deve imediatamente tomar "em mãos" o projeto e a sua execução, negociar com o Governo a possibilidade de obter fundos comunitários e, "se necessário", recorrer a um financiamento com encargos de "valor idêntico ao que a Autarquia se propunha a pagar ao promotor privado".

A vereadora diz não aceitar que o presidente da Câmara diga que não há plano B face à recusa de visto do Tribunal de Contas para o projeto.

A CDU exigiu ainda que se avance urgentemente com a criação de um percurso direto até à estação de metro do Dragão e respetivo parque de estacionamento, a partir da Rua de S. Roque da Lameira junto ao matadouro. O objetivo é facilitar a vida aos moradores da zona que se queixam do longo caminho que têm de percorrer entre a zona baixa de S. Roque e da Corujeira e a estação do metro.