Porto

Colégio Lumen vai fechar

Colégio Lumen vai fechar

O Colégio Lumen, na Rua da Boavista, no Porto, vai fechar as portas por falta de alunos e dificuldades financeiras. Há pais que dizem ter sido avisados de que o encerramento aconteceria este mês, mas o director garante que a escola funcionará até ao fim do ano lectivo.

A instituição de ensino privada, fundada em 1961 e uma das mais antigas do Porto, chegou a ter, nos anos aúreos, mais de 800 alunos. Mas na última década, as matrículas começaram a diminuir. Este ano, há apenas 40 alunos dispersos pelos segundo e terceiro ciclos do Ensino Básico e pelo Secundário. Muitas turmas têm quatro ou cinco alunos e há disciplinas mais específicas com apenas um inscrito, o que "do ponto de vista pedagógico não tem interesse", explicou, António Martins, director do Lumen.

De acordo com o responsável, a escola manter-se-á em funcionamento até ao final do ano lectivo. "Depois disso, tenho muitas dúvidas", afirmou ao JN. Na sequência do decréscimo de alunos, a instituição debate-se com graves problemas financeiros. Entrou num processo de falência e há dois anos iniciou-se uma tentativa de recuperação. Sem sucesso.

Recentemente, os encarregados de educação foram avisados da necessidade de procurar escolas alternativas. Segundo o PCP, que ontem enviou uma pergunta ao Ministério da Educação sobre o assunto, os pais teriam sido informados que o colégio fecharia este mês, pondo em causa a conclusão do ano lectivo dos alunos.

"Estando o ano lectivo na fase final do segundo período, tal mudança está a revelar-se particularmente difícil e terá consequências no desempenho escolar destes alunos", escreve o comunista Jorge Machado, questionando a ministra Isabel Alçada sobre as medidas a tomar para que os alunos possam concluir o ano lectivo.

ver mais vídeos