Porto

Comissão de inquérito às construções na Arrábida decidiu chamar Rui Rio

Comissão de inquérito às construções na Arrábida decidiu chamar Rui Rio

A comissão eventual de inquérito às construções na Arrábida decidiu, esta sexta-feira à noite, chamar Rui Rio, ex-presidente da Câmara do Porto, para que dê explicações sobre o seu envolvimento no processo.

A proposta já tinha sido apresentada pelo Bloco de Esquerda na última reunião da comissão que foi criada pela Assembleia Municipal, conforme noticiou o JN, e foi agora aprovada com os votos favoráveis também do grupo de Rui Moreira e da CDU. Segundo apurou o JN, o PS e o PAN abstiveram-se e o PSD terá anunciado que abandonava a comissão.

Rui Rio será agora convidado a pronunciar-se sobre o processo na comissão (sem caráter obrigatório), desde logo sobre as acusações de que terá desbloqueado a obra na escarpa em troca da viabilização de um acordo para o Parque da Cidade.

Na reunião da semana passada, a proposta do deputado municipal Pedro Lourenço, do BE, gerou polémica e não chegou a ser votada.

O PSD argumentou que a proposta não fazia sentido e defendeu a rápida conclusão dos trabalhos, enquanto o grupo de Rui Moreira esteve a favor de que se adiasse aquela discussão.

O BE tinha começado por pedir a audição não apenas de Rui Rio, mas também de duas juristas envolvidas numa troca de emails, sendo que umas delas foi diretora dos serviços jurídicos. Os independentes terão alegado que não faria sentido chamar quem já não trabalha na Câmara. O BE insistiu, então, pelo menos na audiência de Rui Rio, tendo a CDU reforçado o apelo. E agora conseguiu que fosse aprovada em nova reunião da comissão.

Quarta-feira, Pedro Lourenço não quis comentar o teor da reunião, invocando um pacto de sigilo. Porém, confrontado pelo JN com o adiamento da votação, disse ser essencial que Rui Rio dê explicações sobre o caso.

"Consideramos que todos os responsáveis pelos processos, quer da Arrábida quer do Parque da Cidade, deveriam ser convidados a esclarecer o que se passou", disse ao JN, na ocasião. E, "nessa medida, Rui Rio é um protagonista, quiçá o principal, do que se pretende esclarecer nesta comissão", defendeu o deputado, remetendo para a alegada luz verde às polémicas construções na Arrábida de forma a conseguir acordo para o Parque da Cidade.

"Até pelas responsabilidades políticas que tem no país e pelos 12 anos que esteve" à frente da Câmara, deve uma ou várias explicações à cidade", defendeu na quarta-feira.

ver mais vídeos