Premium

Consumo de droga às claras no Porto continua a gerar preocupação

Consumo de droga às claras no Porto continua a gerar preocupação

A Assembleia Municipal do Porto vai debater relatório que aponta necessidade de criação de "sala de chuto".

Quase duas semanas depois de a primeira unidade móvel de consumo assistido surgir em Lisboa, mais concretamente na zona do Beato, a Assembleia Municipal (AM) do Porto vai discutir na segunda-feira o Relatório da Comissão de Acompanhamento da Toxicodependência criada com vista a fazer uma análise da toxicodependência no Porto e decidir se faz sentido criar uma sala de chuto.

Esta discussão acontece numa altura em que na cidade voltam a surgir em força focos de consumo e tráfico de droga, em parte devido ao desaparecimento do bairro do Aleixo que levou a uma inevitável pulverização do fenómeno. "É o mau cheiro e o mau aspeto numa zona fortemente frequentada por turistas. Ficam ali no largo, montam tendas e injetam-se à frente de quem passa", conta um comerciante da zona da Sé.