Premium

Desalojados há um mês por queda de grua no Porto ainda sem casa

Desalojados há um mês por queda de grua no Porto ainda sem casa

Os cinco jovens que ficaram desalojados no dia 10 de fevereiro após a queda de uma grua que destruiu uma habitação na Rua da Torrinha, no Porto, continuam sem casa.

Depois de terem ficado num alojamento local na mesma rua até quarta-feira passada, estão agora a viver de favor em casa de amigos ou familiares. "É um sofá aqui e outro ali. É complicado andarmos sempre de malas às costas", desabafou Tânia Correia.

De acordo com os jovens, terá havido um acordo com a construtora responsável pela obra em que a grua iria trabalhar: a senhoria pagava os primeiros três dias e a empresa - Domingos & David Maia - assumiria o resto. "Mas o advogado aconselhou-os a não fazerem isso porque estariam a assumir a culpa", contou Tânia Correia, de 30 anos. Marta Mayer, outra desalojada, acrescentou que a preocupação maior tem sido sempre a construção do prédio.