Premium

Emails sobre Arrábida envolvem Rui Rio no processo

Emails sobre Arrábida envolvem Rui Rio no processo

Ex-chefe dos serviços jurídicos admitiu que mensagens indiciam ligação ao Parque da Cidade.

A Câmara do Porto remeteu para a comissão eventual de inquérito às construções na escarpa da Arrábida documentos sobre o parecer favorável de 2009 do jurista Pedro Gonçalves, no sentido de demonstrar que a sua contratação foi posterior, em 2010, e por isso ilegal. A documentação enviada pelos serviços da Autarquia sustenta ainda a relação entre o processo urbanístico e o acordo conseguido pelo ex-presidente da Câmara, Rui Rio, para o Parque da Cidade. Também ontem, a comissão ouviu Cristina Guimarães, ex-chefe municipal dos serviços jurídicos, sobre a troca de emails que indicia que a concessão de capacidade construtiva serviu de contrapartida.

Do dossiê que a comissão recebeu dos serviços de apoio aos órgãos jurídicos, destacam-se documentos sobre a encomenda dos serviços àquele especialista em contratação pública. Poderão sustentar uma eventual queixa da Assembleia Municipal ao Ministério Público, como já foi sugerido por membros da comissão.