Paredes

Idosos obrigados a ficar sozinhos por falta de lares

Idosos obrigados a ficar sozinhos por falta de lares

Há mais de 500 pessoas em lista de espera, muitas delas necessitadas e com problemas psiquiátricos.

Maria (nome fictício) tem 76 anos, sofre de Alzheimer e passa os dias no Centro de Dia da Associação para o Desenvolvimento de Rebordosa (ADR). Mas, com o cair da noite, a septuagenária é obrigada a regressar a uma casa vazia, sem água, nem luz. "A habitação é velha e sem condições de habitabilidade", acrescenta Paula Sousa, diretora técnica daquela instituição particular de solidariedade social (IPSS) do concelho de Paredes.

Leia mais na edição e-paper ou na edição impressa

Leia a nossa Edição Impressa ou tenha acesso a todo o conteúdo no seu computador, tablet ou smartphone assinando a versão digital aqui