Festa

Hotéis praticamente lotados para o S. João

Hotéis praticamente lotados para o S. João

O Hotel Aliados começou a aceitar reservas para a noite de São João em fevereiro. As marcações dos turistas dominam, mas há casos em que o quarto está pago desde o ano passado, sobretudo de portugueses que querem garantir um bom lugar na festa.

"A maioria [dos turistas] já sabe, como os espanhóis e os franceses. Também há ingleses que conhecem o São João porque já estiveram cá em anos anteriores e voltam sempre", garante Fernando Barrias, que afirma que a taxa de ocupação está nos 100%, admitindo que "há sempre casos de última hora". O gerente do hotel revelou que, de todos os quartos já ocupados, apenas seis são portugueses. Os que restam, custam 200 euros por noite.

As taxas de ocupação hoteleira revelam que os estabelecimentos estão à beira da lotação esgotada no Porto, Gaia e Braga.

Há 86 anos que o Hotel Aliados é a janela para as celebrações no coração da cidade do Porto. Na noite da romaria, muitos dos hóspedes assistem aos concertos de São João na Avenida dos Aliados das varandas dos quartos. Este ano, com o palco da festa em frente à Câmara do Porto, será possível assistir ao concerto de João Gil, que terá como convidados os Ala dos Namorados, Ana Bacalhau, Carlão, João Pedro Pais e Tim.

dois mil euros por noite

O número de espanhóis e franceses que se juntam à festa na Invicta aumenta a cada ano e o InterContinental Porto, a sete dias da grande noite, já não tinha quartos livres. A unidade hoteleira conta, este ano, com 200 estrangeiros para celebrar o São João. Em Gaia, o The Yeatman, onde as reservas podem atingir os dois mil euros por noite, também tem poucos quartos disponíveis.

Os dados do Turismo do Porto e Norte revelam um aumento de turistas nacionais nos santos populares. Por esse motivo, a entidade acredita que, apesar do número de estrangeiros se manter elevado, deverá registar um crescimento menor. Os preços dos quartos para a noite de S. João, de acordo com a plataforma Booking, vão desde os 119 até aos 520 euros no Porto. Em Braga, registam-se valores mais baixos: partem dos 80 e podem atingir, no máximo, os 210 euros.

Mas há quem não conheça a festa e seja apanhado de surpresa quando encontra a avenida fechada ao trânsito. "Na maioria, são cidadãos de fora da zona euro", conta Fernando Barrias, do Hotel Aliados. Nos últimos cinco anos, o Turismo do Porto e Norte de Portugal aponta um crescimento de 157% de afluência à festa.