Porto

Mercado do Bolhão com ligação direta ao metro

Mercado do Bolhão com ligação direta ao metro

O concurso público para a reabilitação do mercado do Bolhão, no Porto, vai ser lançado no final do verão, anunciou, esta quarta-feira, o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira. Vai haver uma ligação direta à estação de metro.

O autarca apresentou o projeto de requalificação no próprio mercado, numa sessão para a qual foram convidados todos os comerciantes do espaço.

A estrutura do emblemático edifício não sofrerá alterações significativas. No terrado (piso inferior) vão ficar as bancas de venda de frescos, incluindo as peixarias e os talhos. Será criada uma cobertura fixa que vai imitar a sequência de telhados que atualmente existe. Ainda no terrado, será criada uma ligação direta à estação de metro.

No piso superior, a parte mais larga vai receber estabelecimentos de restauração, enquanto a zona mais estreita (junto à Rua de Fernandes Tomás) servirá para acolher feiras sazonais e outros eventos.

Rui Moreira preferiu não adiantar prazos para o início dos trabalhos nem para a sua execução. No entanto, os arquitetos responsáveis pelo projeto de reabilitação admitem que as obras possam demorar entre 18 e 24 meses.

Só quando os trabalhos de recuperação tiverem início é que os comerciantes que atualmente ocupam o mercado serão mudados para um local provisório.

A hipótese mais provável é que os vendedores passem para o quarteirão da antiga Casa Forte. Se isso não for possível, Rui Moreira assegura que existe um "plano B", mas não especificou qual.

A empreitada custará 20 milhões de euros. A Câmara assegura ter dinheiro para avançar com a obra a expensas próprias, mas vai candidatar a empreitada a fundos europeus.

Imobusiness