Premium

Neurocirurgia do São João deixa os contentores ao fim de 12 anos

Neurocirurgia do São João deixa os contentores ao fim de 12 anos

"A sensação é de missão cumprida". O desabafo é de Rui Vaz, diretor de Neurocirurgia do Hospital de S. João, no Porto, serviço que no sábado abandonou os contentores.

Ali esteve durante os últimos 12 anos em condições precárias. Subiu ao renovado 8.º piso. Isabel Dias, enfermeira-chefe da unidade, não tem dúvidas: "Os profissionais que trabalharam naquelas circunstâncias foram super-heróis".

A meio da tarde, os primeiros doentes chegaram às novas instalações com 17 enfermarias e quartos individuais, onde tudo cheirava a novo. O novo serviço com melhores condições de conforto, de segurança e de privacidade para os doentes teve um custo de 2,6 milhões de euros.