Transportes

Número de assinaturas mensais na AMP aumentou 36% com o passe único

Número de assinaturas mensais na AMP aumentou 36% com o passe único

O número de assinaturas mensais Andante na Área Metropolitano do Porto (AMP) aumentou mais de 36% com a entrada em vigor do passe único, quando comparado com o dia 1 de março, foi revelado esta segunda-feira.

Em resposta à Lusa e de acordo com os dados do agrupamento Transportes Intermodais do Porto (TIP), que gere o título de transporte Andante, a 01 de março o número de assinaturas mensais carregadas ascendia as 96.401, número que compara com as 131.707 assinaturas carregadas até às 12:00 de hoje, o que corresponde a um aumento de 36,62%.

Destas assinaturas, 76.567 dizem respeito aos títulos até Z3 - até três zonas - o que corresponde ao atual passe municipal - e 55.140 ao "Ztudo", ou seja, ao passe metropolitano que permite viajar pelos 17 concelhos que compõe a Área Metropolitana do Porto (AMP).

Ainda de acordo com o TIP, no último mês, o número de clientes atendidos nas lojas Andante passou de 10.695 (a 1 de março) para 50.923, sendo que hoje continua a registar-se uma grande afluência às lojas, nas quais o tempo de espera ronda os 30 minutos.

Fonte do TIP sublinhou ainda que estes números podem pecar por defeito, uma vez que este ano, por exemplo, as férias escolares da Páscoa cingem-se apenas ao mês abril (15 dias), pelo que a compra do passe mensal pode não compensar.

O Governo e a Área Metropolitana de Porto assinaram na sexta-feira o contrato para a entrada em vigor do passe único nos 17 concelhos da AMP, que passam a ter apenas dois títulos.

O novo passe Andante Metropolitano, que entrou hoje em vigor, custa no máximo 40 euros mensais por utente e permite viajar em todos os operadores de transportes públicos na AMP.

Já o passe municipal, válido para os 17 concelhos que integram a AMP, tem o custo de 30 euros para viagens dentro do concelho ou até três zonas contíguas.

Os títulos podem ser adquiridos e carregados nas lojas Andante, pontos de venda Andante e Bilheteiras CP, mantendo-se em vigor as taxas de desconto dos tarifários sociais existentes de 25%, 50% e 60%, agora aplicada sobre as novas tarifas.

O passe único é válido em todos os meios de transporte públicos na Área Metropolitana do Porto, desde que já integrados no Sistema Intermodal Andante, como STCP ou a CP nos percursos já integrados no Andante.

Contudo, há ainda operadores onde a sua utilização não será possível por falta de validadores. É o caso de alguns operadores privados, nomeadamente da Auto Viação Feirense, que serve nove concelhos - Santa Maria da Feira, Arouca, Castelo de Paiva, Ovar, S. João da Madeira, Porto, Gaia, Espinho e Gondomar -, do Grupo Transdev e dos Transportes Urbanos de Santo Tirso (TUST).

Com a exceção de Santo Tirso, a expectativa da AMP é que a partir de 1 de maio o passe único possa ser implementado em todos os concelhos da área metropolitana.