Porto

Preços altos não afetam negócio dos trajes

Preços altos não afetam negócio dos trajes

O negócio dos trajes académicos está em alta. Os preços podem chegaraos 400 euros, mas os comerciantes ouvidos pelo JN dizem que a procura tem aumentado nos últimos anos.

A tradição de traçar a capa negra pela primeira vez ao som do fado académico mantém-se viva no Porto e, a um mês da Queima das Fitas, os dias nas lojas são de grande azáfama. Vestir um estudante varia entre os 85 e os cerca de 400 euros. Ainda assim, as encomendas somam-se nos cadernos e há dias em que o stock não chega para responder aos pedidos. O negócio, garantem os comerciantes, não conhece períodos de crise mesmo com a possibilidade de comprar em segunda mão na Internet. No OLX, por exemplo, os preços baixam para metade. Se para ela, os valores rondam os 40 euros, para ele, o mais barato fica a 60.

Leia a nossa Edição Impressa ou tenha acesso a todo o conteúdo no seu computador, tablet ou smartphone assinando a versão digital aqui