Premium

Pressa faz aumentar sustos nas passadeiras

Pressa faz aumentar sustos nas passadeiras

Quem passa todos os dias pela Estação de S. Bento, no Porto, há muito que se habituou ao atravessamento caótico nas passadeiras em frente ao edifício projetado pelo arquiteto Marques da Silva. Quem vai apressado para o trabalho ou para as aulas muitas vezes não espera pelo sinal verde para atravessar. Os sustos estão sempre a acontecer. O mesmo se verifica em Santa Catarina e na Estrada da Circunvalação.

Segundo a Prevenção Rodoviária Portuguesa (PRP), de 2010 a 2016, morreram, no Porto, 35 peões. Destes, 14 estavam a atravessar em passadeiras sinalizadas. Registaram-se ainda 57 feridos graves e mais de dois mil feridos ligeiros.