Autárquicas

Rui Moreira não quer apoio do PS na corrida à Câmara do Porto

Rui Moreira não quer apoio do PS na corrida à Câmara do Porto

PS/Porto classifica anúncio de "surpreendente e inesperado".

Rui Moreira prescindiu do apoio do PS na corrida eleitoral à Câmara do Porto. O JN apurou que a decisão foi tomada na noite de quinta-feira, durante uma reunião do núcleo duro de apoio ao atual presidente da autarquia. Entre os presentes a posição foi consensual.

Esta cisão surgiu após declarações da número 2 do PS, Ana Catarina Mendes, que reclamava para o partido louros de uma eventual vitória de Rui Moreira nas eleições autárquicas marcadas para outubro.

À Lusa, a Comissão Política do movimento independente Rui Moreira - Porto, O Nosso Partido anunciou que, "nas condições atuais, não aceita o apoio do PS". "A Comissão Política não aceita condicionalismos, porque isso coloca em causa a independência da candidatura", explicou.

"Perante o anúncio surpreendente e inesperado" do movimento de Rui Moreira, "a direção do PS Porto informa que vai reunir hoje à noite [sexta-feira], pelas 21.30 horas, a fim de analisar a situação política autárquica no Porto", anunciou a concelhia socialista em comunicado.

Rui Moreira foi eleito presidente da Câmara do Porto em 2013, tendo elegido seis vereadores da lista independente com que se apresentou na corrida eleitoral em que contou com o apoio do CDS.

O autarca fez um acordo pós-eleitoral com o PS com vista a garantir a governabilidade da cidade, atribuindo pelouros a dois dos três vereadores socialistas eleitos para a Câmara do Porto: Manuel Pizarro, líder da Federação Distrital do PS, tem o pelouro da Habitação e Ação Social e Manuel Correia Fernandes tem a cargo o Urbanismo.

ver mais vídeos