Porto

Universidade do Porto oferece à cidade um espaço verde de três hectares

Universidade do Porto oferece à cidade um espaço verde de três hectares

A Universidade do Porto inaugura na quinta-feira no polo da Asprela o novo Parque da Quinta de Lamas, de três hectares, uma obra que custou mais de 800 mil euros, cofinanciada pela Universidade do Porto e por uma entidade bancária.

O novo espaço verde, aberto a toda a população, foi construído entre as faculdades de Engenharia (FEUP) e de Economia (FEP), num terreno que se encontrava maioritariamente abandonado e sem utilização.

O parque ocupa mais de 18 mil metros quadrados de área relvada, tem 700 árvores e arbustos plantados, zonas de desporto informal, percursos pedonais e um troço da ribeira da Asprela, que ali passava entubada e agora corre a céu aberto, com leito e margens naturalizados.

A obra que teve o custo total de 809 mil euros, cofinanciados inteiramente pela Universidade do Porto e pelo Banco Santander Totta, ao abrigo do convénio de cooperação mecenática estabelecido entre a Universidade e aquela entidade bancária.

Desta forma, a Universidade do Porto pretende "contribuir diretamente para a requalificação do espaço público do polo universitário da Asprela, garantindo novos espaços de fruição e lazer para a sua comunidade académica e para a população da cidade", refere a instituição, em comunicado.

A cerimónia de inauguração, que contará com a presença do reitor, Sebastião Feyo de Azevedo, e do presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, irá decorrer no Parque da Quinta de Lamas, em frente à entrada da Faculdade de Engenharia (Rua D. Frei Vicente da Soledade e Castro).

Após as intervenções do Reitor da U.Porto, do presidente do Banco Santander Totta e do presidente da Câmara Municipal do Porto e a assinatura do protocolo de lançamento da segunda fase do projeto, será realizada uma visita guiada aos espaços do parque, onde estarão já a decorrer atividades desportivas e de animação de rua.