Urbanismo

Lordelo do Ouro no Porto vai ter habitação com rendas acessíveis

Lordelo do Ouro no Porto vai ter habitação com rendas acessíveis

Projeto de habitação a rendas acessíveis em Lordelo do Ouro, no Porto, prevê a construção de 300 fogos por 46 milhões de euros.

Os concursos para apresentar propostas à construção de 300 fogos a rendas acessíveis em Lordelo do Ouro, no Porto, foram lançados pela Câmara do Porto. O procedimento, aprovado por unanimidade em reunião de Câmara e publicado esta quarta-feira em Diário da República, permitiu lançar três concursos distintos para o arranque do projeto: obras de urbanização, espaço público e paisagismo.

O vereador do PSD, Álvaro Almeida, disse à Lusa ter "muitas reservas" sobre várias questões. Uma delas cai sobre o modelo escolhido, cujo investimento poderá não ser exclusivamente público, afirmou. Essa possibilidade terá sido avançada pelo presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, referiu Álvaro Almeida.

Já a vereadora da CDU, Ilda Figueiredo, prevê que o processo, que se inicia agora, não deverá ficar concluído no atual mandato.

Prémios para os primeiros três lugares

O projeto, que inicialmente previa 170 habitações com um investimento municipal de 19 milhões de euros, foi reajustado para viabilizar 300 fogos. Assim, o custo da obra subiu para os 46 milhões de euros.

As propostas devem ser apresentadas até 100 dias após a publicação do concurso em Diário da República e no Jornal Oficial da União Europeia. O vencedor, além da adjudicação do projeto, receberá 15 mil euros. Os segundos e terceiros classificados, serão contemplados com dez mil e cinco mil euros.

PUB

De acordo com o cronograma apresentado pela autarquia, a conclusão das primeiras obras está prevista para o início de 2022.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG