Porto

Menezes desvaloriza oposição do CDS à sua candidatura ao Porto

Menezes desvaloriza oposição do CDS à sua candidatura ao Porto

O presidente da Câmara de Gaia, Luís Filipe Menezes, reiterou, esta terça-feira, que a sua candidatura ao Porto é "suprapartidária" e desvalorizou a falta de apoio do CDS/Porto, lembrando que não pediu apoio "rigorosamente a ninguém".

"É um pouco caricato que haja alguém individualmente ou institucionalmente que diga que não me apoia, quando eu não pedi o apoio rigorosamente a ninguém", afirmou o autarca do PSD, à margem de uma visita ao Parque Biológico de Gaia.

Luís Filipe Menezes reagia assim à posição manifestada na passada semana pela concelhia do CDS do Porto que disse não apoiar uma "eventual candidatura à Câmara Municipal do Porto" do social-democrata de Gaia.

Frisando que a sua candidatura à câmara do Porto é "do povo" e "suprapartidária", o também conselheiro de Estado referiu que "outros partidos democráticos serão bem-vindos à candidatura", mas sem que ele "peça apoio rigorosamente nenhum".

"Estou completamente aberto a aceitar o apoio de todos aqueles que institucionalmente representem partidos democráticos e que têm uma história de cooperação com o PSD", garantiu.

Menezes foi também deixando algumas promessas para o período eleitoral, assegurando que nunca irá "dizer mal de ninguém" ou "da gestão autárquica de ninguém", bem como não irá "criticar o passado no Porto ou em qualquer outro lugar".

"Estou preparado para tudo, mas tirem o cavalo da chuva aqueles que acham que me vão torcer ou que me vão condicionar através de campanhas mais ou menos sub-reptícias de tentativa de atingir a minha personalidade, o meu caráter, a minha imagem, porque isso não é possível", frisou.

PUB

O autarca de Gaia quis também "elogiar a gestão do Porto dos últimos 10 anos", garantindo que irá elogiar "até ao fim" a gestão do seu partido no Porto.

Segundo avançou o líder da concelhia do Porto, Ricardo Almeida, na noite de domingo, a escolha do candidato do PSD à câmara para as autárquicas de 2013 deverá ser feita esta semana, depois de Luís Filipe Menezes ter estado reunido com a comissão política.

A concelhia irá reunir-se novamente, esta terça-feira à noite, para votação do nome do candidato e Menezes diz não presumir "que possa ter um apoio abaixo dos 90 ou 100 %", o mesmo sucedendo "com a comissão política distrital".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG