Exclusivo

Mercearia e Sheraton adaptam festa de passagem de ano

Mercearia e Sheraton adaptam festa de passagem de ano

Novo normal ou atípico - assim será o fim de ano nos restaurantes e hotéis do Porto. Desde o cancelamento de reservas, sobretudo por parte de estrangeiros, à diminuição da lotação, passando pelos testes, tudo isto são cambiantes a que empresários e clientes têm de se adaptar.

O réveillon, que há uns tempos era encarado como um balão de oxigénio, ficou cercado de incertezas, principalmente na área da restauração. Na primeira linha da Ribeira, com vistas para o Douro, o restaurante Mercearia, que já conta 30 anos de vida e por onde passaram Madonna e tantas outras estrelas, terá as portas abertas. Do menu constam as entradas, mais pratos de carne e peixe à escolha, acrescidos das sobremesas natalícias. O preço, de 50 euros por pessoa, inclui champanhe e passas à meia-noite. Mas, ao contrário do que era hábito, as 12 badaladas não serão celebradas no exterior, a dois passos do rio, pois as recentes medidas do Governo impossibilitam a ingestão de bebidas alcoólicas na rua.

"Aqui, na Ribeira, a tradição dos restaurantes é levar os clientes para a rua à meia-noite e celebrar em conjunto, com champanhe. Desta vez não será possível", lamentou o proprietário, Carlos Magalhães, dando conta de desistências por parte de espanhóis, que tinham por costume visitar a Invicta. O Mercearia terá música ao vivo e um funcionário para conferir testes e certificados.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG