Covid-19

Metro do Porto apela ao carregamento do passe de abril para manter serviço "operacional"

Metro do Porto apela ao carregamento do passe de abril para manter serviço "operacional"

A Metro do Porto apelou esta quarta-feira ao carregamento da assinatura mensal de abril dos clientes para ajudar a manter o serviço "operacional", apesar de os validadores da rede estarem desligados devido à ​​​​​​​covid-19.

Numa nota informativa a que a Lusa teve a acesso, e que tem sido divulgada aos utentes que questionam como proceder devido à suspensão das validações, a empresa pede responsabilidade. "Ajude-nos a manter o Metro operacional e a corresponder ao trabalho de quem, todos os dias, o põe a funcionar para si", refere-se na comunicação.

"Sabemos que podemos contar com a sua responsabilidade, com a sua atitude cívica e com o seu apoio. Temos que manter as distâncias, mas estamos juntos na mobilidade diária de todos os que precisam de continuar a deslocar-se. Carregue a sua assinatura mensal na rede multibanco ou na Loja Andante de Campanhã", acrescenta a empresa.

A empresa destaca que "a validação dos títulos de assinatura mensal continua a não ser possível nem obrigatória", mas "o metro permanece aberto e em funcionamento".

Isto, "todos os dias, 19 horas por dia, em todas as suas seis linhas e nos sete municípios em que opera". "Com mais de três centenas de pessoas no terreno, a conduzir o Metro, a cuidar da manutenção, da limpeza, da desinfeção e da segurança", acrescenta.

A Metro do Porto diz que, em abril, "os validadores e as máquinas de carregamento de títulos na rede do Metro do Porto vão continuar desligados" porque "a prioridade é o combate à pandemia" e a medida pretende "contribuir para a saúde e segurança de clientes e colaboradores".

"Pedimos-lhe que não use o Metro, como lhe pedimos que não saia de casa, a não ser que tenha mesmo que o fazer - seja para trabalhar, para prestar apoio a familiares ou para comprar bens de primeira necessidade", observa.

A quem precisa de continuar a viajar no Metro, a empresa solicita o carregamento da assinatura.

O Metro do Porto começou a 23 de março a circular com veículos duplos em todas as linhas entre as 06 e as 20 horas, reduzindo a frequência de passagem nas estações devido à pandemia de Covid-19.

As frequências de passagem passaram a ser de "30 minutos em todas as linhas, exceto na Linha Amarela (D)", que tem uma frequência de "cerca de 15 minutos", revelou à Lusa fonte da empresa.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG