Covid-19

Metro do Porto com 81 veículos e luvas e álcool gel à venda a partir de dia 4

Metro do Porto com 81 veículos e luvas e álcool gel à venda a partir de dia 4

A Metro do Porto terá 81 veículos disponíveis para, a partir de segunda-feira, retomar de forma intensiva a operação de transporte de passageiros e, em algumas estações, será possível comprar luvas descartáveis e álcool gel, informou esta quinta-feira a empresa.

Acompanhando o plano para a reabertura da atividade económica e social, hoje divulgado após a reunião do Conselho de Ministros, a Metro do Porto emitiu um comunicado em que define as condições em que vai operar, uma vez terminado o estado de emergência no âmbito do combate à propagação do novo coronavírus.

Com 250 condutores/maquinistas, reguladores e técnicos de manutenção da Metro do Porto mobilizados, a empresa precisou que terá a "lotação das composições limitada a dois terços da sua capacidade", promovendo, assim, o "distanciamento social e a preservação da distância de segurança entre clientes".

Acresce que no interior dos veículos e nas estações será "obrigatório o uso de máscara" e em parte das máquinas de venda de viagens "será igualmente possível adquirir luvas descartáveis e embalagens de álcool gel", anuncia a comunicação.

"Nas estações de maior procura da rede do Metro, como medida de prevenção adicional, estarão instalados dispensadores de álcool gel para higienização das mãos, que serão regularmente reabastecidos", refere a nota de imprensa.

Com os validadores existentes em toda a rede novamente ligados, relembra a Metro do Porto ser "imprescindível e obrigatória a validação da assinatura mensal ou do título de viagem Andante correspondente à deslocação de cada cliente".

O mesmo se aplica a "todos os utilizadores de 'smartphones' Android, a instalação e o uso do ANDA, a aplicação móvel do sistema Andante que permite uma maior comodidade e a otimização dos consumos de mobilidade".

Todas as medidas sanitárias e de promoção da segurança dos clientes estão devidamente comunicadas através de sinalética própria já instalada na rede do Metro do Porto, informa o comunicado.

Na comunicação, a Metro do Porto recomenda também que se evite "viajar nas horas de ponta", indicando como horas ideais para o fazer "depois das 10 horas e antes das 17 horas" e sugere que nas estações seja utilizada "toda a área disponível dos cais de embarque", evitando assim "aglomerações e a proximidade a outras pessoas".

No interior das composições deve ser mantida "uma distância de segurança face aos outros clientes", aconselhando "a esperar pelo seguinte" se o veículo em que pretenda entrar estiver cheio.

Relativamente aos elevadores das estações, a empresa adverte que "devem ser utilizados apenas por uma pessoa de cada vez" e que as escadas rolantes devem ser ocupadas a "toda a largura", evitando que se "ultrapasse as outras pessoas nas escadas".

Em Portugal, morreram 989 pessoas das 25.045 confirmadas como infetadas, e há 1519 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

Outras Notícias