Porto

Municípios já se entenderam para requalificar a Circunvalação

Municípios já se entenderam para requalificar a Circunvalação

O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, anunciou na noite de segunda-feira estar já "consensualizado" um acordo com os municípios de Matosinhos, Maia e Gondomar para a requalificação urbana da estrada da Circunvalação.

O autarca, que falava na sessão extraordinária da Assembleia Municipal do Porto, não deu detalhes sobre a intervenção prevista, mas o vereador portuense do Urbanismo, Correia Fernandes, disse à agência Lusa que se baseará em "pequenas obras" para que a Circunvalação seja "mais atrativa" para os peões.

Na maior parte do seu percurso, esta via urbana rodoviária serve de fronteira entre os três concelhos. É atravessada por duas autoestradas e nas suas margens erguem-se equipamentos sociais de grande dimensão como o Hospital de São João.

O perfil da via irá manter-se. Correia Fernandes frisou que as principais intervenções incidirão na "malha fina", não estão previstas grandes obras e haverá preocupação em reforçar a ligação urbana entre os quatros municípios.

Vão ser arranjados os passeios e a placa central, podendo esta acolher uma ciclovia.

Gondomar salvaguardou a possibilidade de um dia ser construída uma segunda linha de metro entre o município e o Porto, um projeto entretanto suspenso pelo atual governo.

A Circunvalação poderá passar a chamar-se "Circunligação", resumiu Correia Fernandes.

O vereador adiantou ainda que o próximo passo, previsto já para janeiro, será a constituição de um "grupo técnico" que irá detalhar a requalificação daquela via, que tem sido sucessivamente adiada, nomeadamente, por divergências entre o ex-autarca portuense Rui Rio e o seu homólogo de Matosinhos, Guilherme Pinto.

Correia Fernandes não se comprometeu com uma data para o início das obras e disse esperar que o investimento possa ser pago com dinheiro europeu.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG