Porto

Museu das Marionetas do Porto deixa rua das Flores

Museu das Marionetas do Porto deixa rua das Flores

O Museu das Marionetas do Porto está de saída do imóvel que ocupa no número 22 da rua das Flores. O JN sabe que a mudança decorrerá ainda este ano e que a mesma se prende com a mudança de proprietários do edifício.

O anterior senhorio vendeu o imóvel e, apesar de ter direito de preferência na aquisição, a companhia fundada por João Paulo Seara Cardoso não conseguiu ficar com ele, por causa do valor elevado que o proprietário pediu. O edifício mudou de mãos e os planos dos novos donos passam por outra utilização.

Contactada pelo JN, a diretora artística do Museu das Marionetas do Porto, Isabel Barros, confirmou que a companhia e o museu estavam de saída, mas remeteu "mais informação para uma altura mais próxima da mudança".

A companhia portuense alugou o espaço em 2002 e fez ali obras profundas. O museu, um sonho antigo de Seara Cardoso, que o encenador já não viu ser concretizado, só nasceria em 2013. Reúne 1.200 peças, entre marionetas, adereços e cenários, que foram produzidas e construídas ao longo dos anos.

O Teatro de Marionetas do Porto não recebe quaisquer apoios financeiros, pelo que o museu foi construído aos poucos com projeto do arquiteto José Manuel Gigante, que restaurou o espaço que ocupa os três pisos do imóvel - no rés do chão funciona uma galeria reservada a trabalhos de artistas convidados e os restantes pisos têm exclusivamente marionetas da companhia.

A companhia de teatro tem a sua sede no Teatro de Belomonte, na vizinha rua de Belomonte, onde não haverá condições para acolher o museu.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG