Exclusivo

Obras de 200 mil euros apagaram estragos do fogo no Hospital de São João

Obras de 200 mil euros apagaram estragos do fogo no Hospital de São João

Sete meses após o incêndio num quarto do serviço de Pneumologia do Hospital de S. João, abriu o quarto onde morreram duas pessoas. Os danos foram tão graves, que deixaram a ala a funcionar por fases durante quatro meses, abrindo apenas em abril.

A obra devido ao incêndio custou cerca de 200 mil euros e foi o ponto de partida para renovar outras alas do hospital, que já tiveram início. A empreitada na ala atingida demorou quatro meses a ficar pronta, e teve de ser feita por fases. O quarto demorou sete, abriu há duas semanas e já está ocupado. "Muito provavelmente os doentes que lá estão nem fazem ideia do que se passou", referiu o diretor de Pneumologia.

Conforme o JN noticiou na altura, 19 de dezembro de 2021, um doente decidiu fumar um cigarro, provocando a morte ao paciente que estava ao lado, impossibilitado de fugir às chamas. O responsável pelo fogo ficou queimado e acabou por morrer dias depois e nenhum pertencia àquela enfermaria. O causador do incêndio "era doente de infecciosas e padecia de várias patologias, incluindo respiratórias, e o outro, que morreu dias depois, era de medicina interna", explicou Venceslau Hespanhol, diretor de Pneumologia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG