Porto

Obras e licenças atrasam abertura de lojas e restaurantes no Bolhão

Obras e licenças atrasam abertura de lojas e restaurantes no Bolhão

O Mercado do Bolhão, no Porto, reabriu há quase dois meses, mas várias lojas do exterior e os restaurantes continuam de portas fechadas. De acordo com Cátia Meirinhos, administradora da empresa municipal GoPorto e coordenadora do Gabinete do Mercado do Bolhão, este atraso justifica-se porque vários espaços ainda estão em obras ou em processo de licenciamento, não havendo qualquer responsabilidade da Câmara.

"As chaves para os espaços já foram entregues há muito tempo, mas não é da responsabilidade do Município quando abrem os negócios", explicou Cátia Meirinhos, acreditando que nos próximos tempos a maioria deverá abrir, uma vez que já estão em obras 14 lojas e quatro restaurantes.

Cátia Meirinhos declarou que, quando foi terminada a reabilitação do Bolhão, foi decidido abrir as portas com o mercado de frescos "em pleno funcionamento"e que "as lojas e os restaurantes abririam à medida que terminassem as suas obras".

PUB

No momento, dos dez espaços atribuídos para a restauração, quatro estão em obras e outros quatro estão em processo de licenciamento. "Dos outros dois que restam, o Município ainda não tem conhecimento que os responsáveis já tenham submetido os projetos", revelou. "Os quatro restaurantes em obras devem abrir até ao final do ano", adiantou Cátia Meirinhos.

A coordenadora sublinhou ainda que a "afluência de pessoas no mercado tem sido superior aos valores que se registavam antes das obras, havendo atualmente uma afluência diária de 20 mil pessoas em dias semanais, e 30 mil ao sábado".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG