Hospital S. João

Obras nos Cuidados Intensivos de Doenças Infecciosas prontas em três meses

Obras nos Cuidados Intensivos de Doenças Infecciosas prontas em três meses

As obras de remodelação da Unidade de Cuidados Intensivos do Serviço de Doenças Infeciosas do Centro Hospitalar Universitário do São João estarão prontas dentro de três meses. A empreitada, que começou recentemente, tem um orçamento superior a meio milhão de euros.

As obras têm como finalidade o melhoramento dos quartos, para que num futuro haja "condições de segurança totais para os doentes", assegurou António Sarmento, diretor de Serviço de Doenças Infeciosas. "Vão permitir ter as condições para que seja uma unidade com isolamento biológico de nível máximo, e por outro lado, muito bem equipada para tratar qualquer doente em estado crítico", acrescentou o responsável.

O investimento foi cofinanciado pela AEP - Associação Empresarial de Portugal (300 mil euros) e pela conta solidária "Todos Por Quem Cuida" (100 mil euros), iniciativa da Ordem dos Médicos e da Ordem dos Farmacêuticos, com o apoio da Apifarma - Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica e de outras instituições da sociedade civil.

PUB

"Foi um desafio que nos deu imenso gosto, porque hoje percebemos que este esforço de muita gente, de muitas empresas e de muitas instituições está a ser traduzido naquilo que vai ser um bem público e que servirá naturalmente aqueles que precisarem", afirmou Luís Miguel Ribeiro, presidente da AEP, durante uma visita às obras na manhã desta sexta-feira.

"É um projeto muito importante para este hospital, mas é sobretudo um projeto muito importante para a região norte e para o país", assinalou o bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, representante do fundo "Todos Por Quem Cuida".

"Não é apenas aumentar os quartos, mas equipa-los com a tecnologia necessária para tratar doentes mais graves", acrescenta.

As remodelações, que começaram neste mês de março, têm um prazo de 90 dias para serem concluídas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG