Exclusivo

Operários e músicos mantêm viva a Rua de Santa Catarina

Operários e músicos mantêm viva a Rua de Santa Catarina

A rua mais comercial do Porto, que costuma fervilhar com milhares de pessoas, parece adormecida. Mas a pandemia não parou as obras.

Com muitas pessoas ainda em teletrabalho e grande parte das lojas fechadas, a Rua de Santa Catarina, coração comercial do Porto, e que em dias normais fervilha com milhares de pessoas, está agora ocupada essencialmente por operários das obras de reabilitação urbana e por alguns cantores que insistem em animar a cidade, apesar do medo da Polícia e da covid.

Gudas entoa uma canção de Caetano Veloso, enquanto na soleira da entrada de uma loja de pronto a vestir, ainda fechada devido ao confinamento, um grupo de quatro operários da construção civil almoçam. Trazem de casa a marmita e comem no chão. Oriundos da região do Vale do Sousa, e apesar das viagens diárias até casa, afirmam que passam mais horas no Porto do que nas cidades de origem. "A nossa área foi das poucas que não pararam com a pandemia", afirma um deles.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG