Solidariedade

Pai Natal vestido de azul chegou de barco rabelo à Ribeira do Porto

Pai Natal vestido de azul chegou de barco rabelo à Ribeira do Porto

O Pai Natal chegou de barco rabelo à Ribeira do Porto nesta quinta-feira. A Associação Salvador proporcionou uma manhã diferente a alguns jovens e continua a angariar fundos para ajudar 400 pessoas com deficiência motora.

Quatro jovens da Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM-Porto) viveram ontem uma manhã diferente e muito esperada com a chegada do Pai Natal a bordo de um barco rabelo à Ribeira do Porto.

Desde de 2015 que a Associação Salvador promove esta iniciativa no dia em que se comemora o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência Motora. "Já levamos uma pessoa com deficiência à terra do Pai Natal na Lapónia, noutro ano fizemos a ligação aérea entre o Porto e Lisboa, e mais recentemente subimos à Torre dos Clérigos, tendo o Pai Natal chegado ao local num carro de bombeiros antigo", explicou ao JN Tiago Duarte, responsável pela angariação de fundos da associação.

Este ano, mais uma vez, para ajudar a Associação Salvador basta adquirir o barrete do Pai Natal que estará à venda em vários estabelecimentos comerciais como a Rádio Popular ou nas lojas dos três maiores clubes de futebol portugueses. A receita, como explica Tiago Duarte, "reverte depois para o apoio a mais de 400 pessoas portadoras de deficiência motora".

Para além de Bruno, João, Carlos e Pedro que no Cais das Padeiras esperavam o Pai Natal de fato azul, também em casa, através da transmissão em direto na RTP, José Barros, um menino de 9 anos com paralisia cerebral assistia ao evento.

A família de José, cujos pais estão desempregados, atravessa dificuldades. O pai do menino foi dispensado de uma fábrica que teve de despedir devido à crise económica provocada pela covid-19. Para melhorar a qualidade de vida da criança, a Associação Salvador conseguiu as verbas suficientes para instalar uma grua de transporte (uma cadeira que se desloca de divisão em divisão através de calhas instaladas no teto).

"Já atribuímos este ano 130 mil euros em apoios a 41 pessoas com deficiência e carência financeira de todo o país através do projeto Ação Qualidade de Vida, único em Portugal", diz Tiago Duarte. Ao mesmo tempo, a associação conseguiu, por exemplo, aumentar o número de pessoas apoiadas no desporto adaptadov

Entretanto, já abriram as candidaturas (www.associacaosalvador.com) para mais 130 mil euros em apoios para pessoas com deficiência que precisem de obras em casa, formação ou comprar equipamentos desportivos.

PUB

Quanto à APPACDM do Porto, a instituição foi criada em 1969 e possui uma Unidade de Intervenção Precoce, um Centro de Atividades Ocupacionais, outro Centro de Atendimento, Acompanhamento e Reabilitação Social e um lar residencial.

Outras Notícias