Exclusivo

Porto: altar-mor da Sé volta a brilhar

Porto: altar-mor da Sé volta a brilhar

Cabido Portucalense paga a intervenção que é dirigida pela Direção Regional de Cultura do Norte. Em maio o restauro da talha e da pintura mural da autoria de Nasoni estará concluído.

Depois da igreja de Santa Clara ter sido devolvida à cidade de cara lavada e com um redobrado brilho da sua talha dourada, é agora a vez da capela-mor da Sé Catedral do Porto estar em restauro. Os "graves" problemas estruturais de que padecia esta zona do templo foram resolvidos, estando agora a decorrer o restauro de todos os aspetos artísticos, como a talha, as imagens, os quatro santos que dominam este altar-mor e a pintura em madeira que quase não era percetível por estar enegrecida. Em maio, haverá uma nova Sé para descobrir.

Foram séculos de intervenções sobre intervenções, pintura sobre pintura, em restauros nem sempre com bons resultados. Os tempos em que a iluminação do templo era feita com velas também deixou marcas. Com algodão, cotonetes e dissolventes, dezenas de especialistas em restauro vão limpando a talha que já não era dourada mas acinzentada. "Aqui trabalharam os melhores artistas nacionais e estrangeiros e este retábulo foi uma inovação no Porto e no Norte por ser o primeiro a apresentar perspetiva", explica Adriana Amaral, da direção de Serviços dos Bens Cultura do Norte. Em estilo joanino, este modelo, datado de 1727/29, iria criar escola.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG