Exclusivo

Porto: "Não somos contra a ponte. Somos contra o sítio"

Porto: "Não somos contra a ponte. Somos contra o sítio"

Construção de nova travessia preocupa moradores do bairro de Massarelos, no Porto. Câmara diz que projeto é da Metro que, por sua vez, espera o arranque da fase de discussão pública.

Entre olhares e gestos inquietos, Ângela e António recordam uma vida de sacrifício. "Tirámos à boca" para manter o teto no bairro de Massarelos, na zona do Bicalho, no Porto, diz a portuense, de 70 anos, nervosa. É a construção da nova ponte do metro que inquieta o casal. Contavam deixar a casa ao filho e aos netos. Um desejo que temem já não conseguir realizar. "Já viu? Vivermos aqui com este barulho todo?", revolta-se Ângela Pereira.

Além da perturbação inevitável provocada pelos trabalhos de construção da travessia entre o Porto e Gaia, que "vão demorar anos", António alerta para o horário de circulação do metro depois da obra pronta: "é das seis da manhã à uma hora do dia seguinte". Mas Ângela explica: "Não somos contra a ponte. Somos contra o sítio". Também o vizinho do casal António Soares, de 55 anos, nota que, "do ponto de vista estético, é um absurdo fazer-se uma ponte aqui". Por lá, contam os moradores, já foram feitas várias prospeções no terreno.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG